Viagem: Os principais desertos para conhecer

Viagem: Desertos do Mundo para conhecer (Imagens reprodução- Salar de Uyini, Bolívia)

Os desertos são lugares que contam um capítulo importante da história da humanidade. Caravanas de nômades, espiritualismo, busca por sobrevivência, são muitas as questões tradicionalmente atreladas a essas paisagens que encantam e as vezes enganam o olhar.

Ao contrário do que muitos podem pensar, desertos podem ser lugares incríveis, repletos de paisagens exóticas e atividades turísticas incomparáveis, como cânions, gêiseres, lagoas coloridas, pernoites em cabanas e passeios em camelos. Em todos os continentes, há grandes desertos marcando o horizonte. 

Alguns dos principais desertos do mundo.

Salar de Uyini, Bolívia

Quem diria. O maior deserto de sal do mundo fica no sul da vizinha Bolívia, bem às portas do Mato Grosso do Sul.

Seja na seca, quando a grande planície branca cria ilusões de óticas únicas, seja  nas estação de chuvas, quando o deserto se torna um reflexo perfeito do céu, o Salar de Uyuni é imperdível.

Passeios em veículos 4x4 saem de Potosí e do próprio vilarejo de Uyuni. Normalmente, duram de dois a quatro dias. Os mais longos, incluem visitas a exóticas lagoas (verde, cor-de-rosa), sem dúvidas entre as paisagens mais inacreditáveis do continente.

O turista pode ainda pernoitar em hotéis feitos de sal. Melhor evitar o inverno, quando as temperaturas podem ser negativas.

Deserto de Atacama, Chile

Viagem: Desertos do Mundo para conhecer (Imagens reprodução)

O deserto mais famoso da América do Sul, estende-se por quatro países: Chile, Argentina, Peru e Bolívia. A porção chilena é a mais conhecida, tanto por suas atrações de tirar o fôlego, quanto pela boa infraestrutura.

Na região de São Pedro de Atacama, norte do Chile, o visitante pode conhecer atrações como a Laguna Cejar, com vista para o vulcão Licancabur, e os inesquecíveis Gêiseres del Tatio. Para quem gosta de apreciar esculturas eólicas, o Vale da Morte e o Vale da Luna são paradas obrigatórias.

Por ser o deserto mais árido do mundo, o Atacama tem uma vista privilegiada para o céu. Em outras palavras, é perfeito para os amantes de astronomia e de fotografia, garantindo nitidez e visibilidade incríveis. Para observações noturnas, os destaques são o Vale do Elqui e La Serena.

Saara, norte da África

Seu nome é quase sinônimo de deserto. O grande deserto do Saara espalha-se por vários países do norte da África. Marrocos, Argélia, Tunísia e Egito são as clássicas portas de entrada para o Saara. Em todos eles, povos nômades, como os Amazigh e os beduínos, recebem visitantes em suas cabanas no meio do deserto.

No Marrocos, as pequenas Merzouga e Zagora, com dunas que superam os 100 metros de altura, são as mais turísticas. Na Argélia, o destaque é o assombroso Tassili n'Ajjer, importante sítio arqueológico perto da fronteira com o Mali.

O sul da Tusínia é terra de belos oásis e planícies que transportam o visitante para outro planeta. Tozeur e Douz são as melhores bases para explorar essas belezas.

Águas termais e tamareiras também marcam a paisagem na terra dos faraós. Um anel de oásis praticamente conecta Cairo a Luxor. Baharia, Farafra e Dakhla estão entre os oásis mais procurados. Perto da fronteira com a Líbia, destaca-se o mitológico Oásis de Siuá.

Outback, Austrália

Embora a maioria dos australianos viva na costa, banhados por muita água e ondas, a maior parte do país consiste em uma grande área desértica central, chamada de Outback. Sem dúvidas, o coração dele é o Uluru, um esplendoroso monolito avermelhado, sagrado para os aborígenes.

O deserto australiano também é terra do maior rebanho de camelos do mundo. Alice Springs, no norte, é base para passeios.

Deserto da Namíbia, Namíbia

Viagem: Desertos do Mundo para conhecer (Imagens reprodução- Deserto da Namíbia, Namíbia)

Considerado o deserto mais antigo do mundo, o Deserto da Namíbia abrange grandes áreas do país homônimo, bem como dos vizinhos Angola e África do Sul. São paisagens de cinema, com dunas suaves, galhos secos e uma fauna e flora bem características.

Tida como um fóssil vivo, a Welwitschia é um planta milenar, só encontrada neste deserto. Quanto às atrações, o Sossusvlei, uma grande panela de sal margeada por dunas vermelhas, é uma das mais procuradas.

Não por acaso, muitos filmes com cenário árido foram rodados na Namíbia. Brasileiros não precisam de visto para entrar no país.









Me encontre nas redes sociais:

0 Comentários